SER PARTE DA FAMÍLIA DE DEUS #3

SER PARTE DA FAMÍLIA DE DEUS #3
Assista no Youtube
Ouça o Podcast

Estudos de Célula

(Série de Mensagens: Uma Vida com Propósitos – Mensagem 03)

“Pois nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam

tronos ou soberanias, poderes ou autoridades; todas as coisas foram criadas por ele e para ele.”

Colossenses 1.16

“Mas os planos do Senhor permanecem para sempre, os propósitos do seu coração, por todas as

gerações.” Salmos 33.11

Depois de aprender amar a Deus, aprender amar os outros é o segundo propósito de sua

vida. Quando depositamos nossa fé em Cristo Jesus, Deus torna-se nosso pai, nós nos

tornamos seus filhos, os outros cristãos tornam-se nossos irmãos e irmãs, e a igreja torna-

se nossa família espiritual. Fomos criados para viver em comunidade, moldados para o

companheirismo e formados para a família, e nenhum de nós pode cumprir os propósitos

de Deus sozinho e sem ajuda.

“Assim também nós, embora sejamos muitos, somos um só corpo por estarmos unidos com Cristo.

E todos estamos unidos uns com os outros como partes diferentes de um só corpo.”

(Romanos 12:5)

Para fazer parte da família de Deus:

1. DECIDA PERTENCER.

11 Veio para o que era seu, mas os seus não o receberam. 12 Contudo, aos que o receberam, aos

que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus. (João 1:11-12 NVI)

Para fazer parte dessa família, é preciso decidir ser filho. Cada ser humano foi criado por

Deus, mas nem todos são filhos Dele. A única forma de ingressar na família do Senhor é

nascendo de novo. Quando você nasce de novo torna-se automaticamente parte da família

de Deus, mas também precisa se tornar membro de uma versão local da família Dele.

A igreja não é um lugar para frequentar, a igreja é uma família para pertencer.

É na família de Deus que eu aprendo a:

2. AMAR E SER AMADO.

Para que possamos cumprir os propósitos de Deus é preciso amar. Tudo tem a ver com o

amor. Quando Jesus foi questionado sobre qual seria o maior mandamento Ele respondeu:

“30 Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todo o seu

entendimento e de todas as suas forças”. 31 O segundo é este: ‘Ame o seu próximo como a si

mesmo’. Não existe mandamento maior do que estes”. (Marcos 12:30-31)

Quando amamos a Deus isso fala de adoração, quando amamos o próximo fala de

comunhão. Nós precisamos de pessoas por perto: pessoas irritantes, imperfeitas e que nos

decepcionam. Amar significa renunciar - abdicar de preferências, conforto, objetivos,

segurança, dinheiro, energia ou tempo em benefício de outra pessoa. E quando todos

praticamos isso juntos vivemos em um ambiente onde amamos e somos amados.

É na família de Deus que eu aprendo a exercer:

3. COMUNHÃO E SERVIÇO.

Assim, somos como as várias partes do corpo humano. Cada parte tem seu significado no corpo,

visto como um todo, mas não o contrário. O corpo de que estamos falando é o corpo formado pelas

pessoas escolhidas por Cristo. Cada um de nós encontra significado e função como parte desse

corpo. Não podemos ser como um dedo decepado, que não tem valor. Então, desde que estejamos

ligados às outras partes constituídas de maneira genial e funcionando maravilhosamente no corpo

de Cristo, sejamos o que fomos feitos para ser, sem inveja ou sentimento de superioridade sobre os

outros, sem tentar ser algo que não somos. (Romanos 12:4-6 AM)

Você foi criado para uma função específica, mas perderá esse propósito para sua vida se

não fizer parte de uma igreja local. A igreja é um corpo, não um edifício. É fácil nos 

enganarmos pensando sermos maduros quando não há ninguém para nos contestar. A

verdadeira maturidade se revela nos relacionamentos e verdadeiros irmãos superam suas

diferenças na unidade do amor ao Corpo de Cristo.

É na família de Deus que eu aprendo a:

4. DESENVOLVER RELACIONAMENTOS.

10 Amem uns aos outros com o amor de irmãos em Cristo e se esforcem para tratar uns aos outros

com respeito. (Romanos 12:10)

Comunhão é muito mais que apenas aparecer nos cultos. Isso inclui amar, compartilhar,

servir, se sacrificar, consolar e todas as outras atividades seguidas de “uns aos outros”

encontradas no novo testamento. É na comunidade que nós encontramos pessoas de todas

as faixas etárias que nos ajudam a aperfeiçoar nossos relacionamentos.

CONCLUSÃO

“Deixem-me dar a vocês um novo mandamento: amem uns aos outros. Assim como amei vocês,

amem uns aos outros. Dessa maneira todos irão reconhecer que vocês são meus discípulos, quando

eles virem o amor que vocês têm uns pelos outros”. (João 13:34-35 AM)

Quanto mais cedo desistirmos da ilusão de que a igreja deve ser perfeita para que a

amemos, mais cedo deixaremos de fingir e admitiremos que somos todos imperfeitos e

precisamos da graça divina. Esse é o início da verdadeira comunidade.


Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados

Este site é protegido por reCAPTCHA e a Política de privacidade e os Termos de serviço do Google se aplicam.


Mensagens Ver todo

Moldado Para Servir #5
Moldado Para Servir #5
Quem é Deus?
Quem é Deus?